O Fusquinha do Elefante

 

fusquete - photoshop edit

Mazinho, o elefante grande e gordo, andava feliz da vida. É que
nos últimos meses economizara alguns trocados e com as
gorjetas que ganhara dos turistas no zoológico conseguira
comprar um fusquinha 67.
Botou umas rodas talalargas, lubrificou o motor, colocou
um som estribado e pintou o carro de amarelo com bolinhas
azuis. Depois arranjou óculos Rayban e uma gravata borboleta
e andava todo ”posudo”. Era o terror do zoológico!
E todas as noites, quando o porteiro cochilava, lá ia
Mazinho, saindo pelos fundos com seu Fusquinha envenenado,
para dar uns ”rolés” pelo centro da cidade. Ia à praça da Liberdade,
Mangabeiras e Savassi, curtindo um ”sonzão” mas sempre dirigindo
com o cinto de segurança e nunca passando dos oitenta quilômetros.
Numa noite dessas, ao voltar para o zoológico, teve de dar carona
para o casal de girafas, que tinham ido num ”auê” na Savassi e
perderam a hora. O difícil é que elas tinham que ficar com os
pescoços para fora, e Mazinho ficava sem a visão dos retrovisores.
Mas o fato mais estranho foi quando o porco-espinho passou mal
do estômago e Mazinho teve que levá-lo ao hospital e depois na
farmácia 24 horas. Mazinho passava a marcha e enchia a mão de
espinhos; foi uma tortura.
Mas com esses deslizes, ainda assim Mazinho curtia seu
Fusquinha. E todo sábado lá ia Mazinho ao cinema com sua
namorada, a formiguinha Samantha. Assistiam ao filme saboreando
uma pipoca com bacon e um delicioso suco gelado.
Num sábado desses, quando estavam indo embora, eis que
na esquina da Rua Anastácio com Travessa Blenda, Mazinho se
depara com quatro elefantes amigos seus lá do zoológico.
Eles vinham de uma danceteria, e claro, pediram carona.
Mazinho não pensou duas vezes; parou o Fusquinha amarelo
com bolinhas azuis e colocou todos para dentro.
No outro dia, todos os bichos do zoológico ficaram encucados!
Todos queriam saber como couberam cinco elefantes dentro
do fusquinha!
O orangotango foi atrás de Mazinho pedir explicação. Mazinho
explicou:
– Fácil!! Coloquei minha namorada no colo, um elefante do meu
lado, e os outros três no banco de trás!!!
Vruuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuummmmmmmmmmmmmm!!!

 

Mais uma história de minha autoria que foi publicada no extinto jornal Diário da Tarde de Belo Horizonte, MG, Brasil em março, no dia 14 do ano de 1998.
Sempre aos sábados era publicada  a página DT Infantil (Revistinha) no suplemento
Revista Sábado, em que eu publicava também tirinhas. A ilustração dessa
história no jornal mais uma vez é do competentíssimo multi-artista Son Salvador. Aqui no Blog uso uma ilustração minha, colorida no Photoshop.
Brevemente mais histórias do jornal, e se gostar curta e compartilhe, abraços!!

 

 

 

Anúncios